domingo, janeiro 25, 2009

Versos de Murphy

domingo, janeiro 25, 2009
Entre tantos escolher o pior
Mesmo com todas as chances se sente menor
Sua estrela está sempre apagada
Há mais acidentes em sua estrada
Não pode voar
Em seu céu sempre chove
Não sabe nadar, apenas um corpo que não se move
Se tentasse sonhar não iria dormir
Com pesadelos já vai desistir
Sempre em passos desesperados
Troca as pernas em um espelho quebrado
Se reconhece em cacos
Não desiste, mas insiste
Em se desfazer do passado
Se perde ao lado do rio
Seu atalho é seu longo caminho
Na hora certa e no lugar errado
Outro espelho e outro papel trocado
Sempre rindo da própria sorte
Um acaso que se desfaz em pena de morte
Quando as cartas já estão dadas
Meu amigo está na mesa errada
Seus grandes momentos em pequenos instantes
Sempre correndo em vão, salvar o perdido no antes
Ninguém estende a mão no mundo dos gigantes

3 deixaram-se levar pelo caos:

Sentimental ♥ disse...

murphy já me perseguiu... rs
beijos

Séfora disse...

Sempre gostei de poesia mas nunca sei comentar. Mas dá pra pelo menos dizer que gostei.

A Flor do Sul disse...

Não sabem o que fazer,
Não sabem fazer o melhor,
Então sempre vão escolher
O caminho pior.

Ninguém mais escolhe
Fazer sonhar sonhos vãos.
A esperança encolhe
Onde os homens não se dão as mãos.

 
Escritor do Caos © 2008. Design by Pocket