segunda-feira, março 19, 2012

Meu avô sabia das coisas

segunda-feira, março 19, 2012
Foi dia desses que revirando as coisas no meu quarto de adolescente achei uma caixa velha.
Já fazia algum tempo que não voltava ao antigo bairro, à antiga casa e às antigas emoções. Não que houvessem complexos (além dos normais) na minha infância, mas a vida agitada e corrida do mundo adulto me impediu de voltar por muitos anos, até que minha mãe me convenceu a fazer uma visita.
Talvez por um lapso muito estranho de saudade dos meus 15 anos, resolvi arrumar meu velho quarto. Todo cômodo estava intacto desde que o deixei para ir morar sozinho.
Até que revirando em baixo da cama encontrei esta caixa.

¬- Mãnheeeeeeee! Que caixa é essa em baixo da minha cama?

- Não sei. Era do seu avô. Resolvi guardar algumas coisas aí depois que ele morreu.

Abro aqui um parêntese sobre meu avô: era um cara que sabia das coisas.

Um português sábio, nascido no fim da 2ª guerra, um romântico incurável que durante toda a minha infância, me ensinou como ser um homem decente, de bons costumes e tratar bem as mulheres. Passando para mim tudo que ele sabia e formando boa parte do meu caráter. Devo agradecer a ele o complexo de cavalheirismo que desenvolvi ao longo dos anos, bem como algumas decepções nos assuntos do coração.

Fecho aqui o parêntese sobre meu avô.

Abri a caixa e no meio de algumas fotos e cartas encontrei um velho poema, que aparentemente ele havia escrito para alguma namorada. Um flerte a distância que por qualquer motivo, parecia não ter dado certo. Seguia-se assim: 

“Quando a vida passar nos teus olhos
Você vai perceber que o amor
Sempre enxerga além, até bem demais
E só ele importa

Para ter certeza de que vai gostar do que vai ver
Ignore todas as distâncias que puder
O mal do homem nunca foi o medo, somente a preguiça
Corra sempre atrás de quem te atiça

Do beijo diferente que só você sentiu
Do sorriso a mais, que mais ninguém viu
Pelo amor até se vê aquele outro ser
Diferente de todos os outros
Por ser bobo igual a você

E de baixo da sua chuva de alegria
Escrevo essa canção pra te lembrar
E sem querer admitir
Um dia poder te esquecer

Vou ficar com a impressão de amor
De uma bebida cheia de gosto e cheia de teor
Mas quando você desistir
Do seu último copo-abrigo
Eu vou insistir
Pois não sou só seu amigo

E com esse falso giz
Ela apenas me diz
Que quando for
O dia iluminando o mar
Eu vou ser areia fria sem luz, nem luar”

Definitivamente meu avô sabia das coisas...

6 deixaram-se levar pelo caos:

Camila Lourenço disse...

Ele sabia.

Pena que só o ler não me faça aprender...

{Savannah}_Vidär disse...

Bom Dia,

Viajando pelo mundo virtual, encontrei seu blog. Que linda "carta".

Um abraço

savananh

Juliana Mello disse...

curti

Bjs Ju

Juliana Mello disse...

curti

Bjs Ju

Anônimo disse...

Süsse Teens ab 18 live hinter der privaten sexcam.
Willst du sie so richtig rannehmen? Melde dich jetzt gratis an und du bekommst sofort 50 Coins für die webcams gratis!
Geniesse geile [b][url=http://free-teen.org]Teen Webcams[/url][/b]. Gerade erst 18 und schon so sexsüchtig.

[url=http://mstuning.org/viewtopic.php?f=44&t=7676]FreeTeen[/url]
[url=http://www.cs-shakalaka.aq.pl/viewtopic.php?p=8117#8117]Free Teens[/url]
[url=http://foropostinga.eu5.es/phpbb/memberlist.php?mode=viewprofile&u=9187]Amateur Teens[/url]

[url=http://singer.com.es/foro/memberlist.php?mode=viewprofile&u=18611]Free Teen[/url]
[url=http://www.top-led-light.com/our-blog/led-tube-lights/item/the.html#comment-40522]Live Teens[/url]
[url=http://unicom-tm.ru/erp-symphony/symphony-dashboard#comment-377]FreeTeen[/url]

http://megakomp.net/user/LiveTeenz/ http://ifixscada.com/forum/memberlist.php?mode=viewprofile&u=5453 http://system-webseo-solutions.com/forum/memberlist.php?mode=viewprofile&u=10283 free teen[/url]

Henrique Avelino disse...

Parabéns pelo blog!

 
Escritor do Caos © 2008. Design by Pocket