terça-feira, junho 08, 2010

Do Que Eu Sei Sobre o Tempo e Michael Jackson

terça-feira, junho 08, 2010
Eu não sei nada sobre o tempo. Mas sobre Michael Jackson sei bastante. Sempre fui fã do cara e pronto. Não vou ficar aqui me apegando a todos aqueles clichês de que era um artista completo e blá,blá,blá... Fato é que o cara era demais. Quando moleque, pertubava meu pai pra colocar o VHS de Thriller pra eu assistir antes de dormir (sempre fui uma criança estranha) e não pegava no sono antes de rever pelo menos umas 15 vezes. 

Mas este texto não é sobre o Michael Jackson, é sobre o tempo e de tudo que eu não entendo dele. Mas é que no próximo dia 25 de junho faz 1 ano da morte do cantor e eu ainda acho que foi ontem. Onde eu estava que não vi esse ano passar? Só me liguei de como esse tempo passou rápido quando vi anunciar um especial de TV sobre a morte de Michael. E novamente me pergunto: Onde é que eu estava?

Nunca entendi como o tempo funciona. É claro que tem algumas teorias bizarras de "Uma força cósmica que empurra todas as coisas do presente para o futuro" ou "É a quarta dimensão" e etc. Eu particularmente sempre gostei da idéia de que é apenas a maneira que o homem encontrou para organizar suas memórias, para colocar as idéias em uma ordem cronológica e não enlouquecer. Mesmo que não funcione muito bem acredito ser o mais provável, já que eu nunca vi nenhum outro animal tendo crises existenciais só porque está atrasado. Meu cachorro por exemplo, só se preocupa com a hora do almoço.

E são essas memórias mal organizadas pelo tempo que me incomodam. Eu não lembro do ultimo grande acontecimento mundial ou do mais recente vencedor do prêmio Nobel, mas estranhamente lembro de gritar "Vai Planeta!" em frente à TV e de girar dezenas de Pirocopteros pela sala enquanto comia Chicletes no sofá. E onde é que eu estava quando tudo isso mudou?

Deixe pra lá. Na verdade não importa.
O tempo não vai deixar de passar por causa dos meus devaneios nostálgicos. Acho que o melhor a se fazer é deixar o tempo acumular minhas memórias, me contentar por ter tido tempo de escrever este desabafo, e por você ter tido tempo de lê-lo.

7 deixaram-se levar pelo caos:

Moonlight disse...

O tempo não passa....ele simplesmente voa.Voa de nossas maõs abertas como uma folha de papel em dia de vento...quando menos se espera ela desaparece....
A nós vai nos sobrando apenas as memorias....
Dura NOSTÁLGIA!

Anônimo disse...

O TEXTO TÁ OTIMO.. VOU SER SUPER SINCERA... PASSEI UM ANO INTEIRINHO CHORANDO A MORTE DE MICHAEL JACKSON. O NOME DELE NO MEU ALERTA DO GOOGLE FOI A ISCA PARA CAIR NO TEU BLOG..
CONTINUA A ESCREVER.VALE A PENA.
ROSANE

Kamilli Aguiar disse...

Muito bom o texto! Lembrei de várias coisinhas como: biscoito Fofy, pirulito do Zorro e Trem da Alegria, rsrsrs.

Géssika disse...

Vc como sempre, surpreendendo. Pior (ou no caso, melhor rs) que conseguiu exatamente transformar em palavras o que eu vivencio e acredito em relação ao passar do tempo. É esse passar...que realmente tá passando sem pena. E muito depressa. Umbeijodeéter.*

Francine disse...

Tive exatamente a mesma sensação, só percebi que o tempo passou quando o especial de tv anunciou: um ano. Muito bom o seu texto. beijo Fran

Pati Grottone disse...

O homem criou essa forma de organização, o tempo, pela razão. Ser racional facilita nossa vida e compreensão das coisas, sempre. Então racionalizamos o tempo e o espaço, e tentamos organizar o caos. Pq tudo é caos, não há ordem natural. A ordem a gente inventa...e perde essa beleza que é não ter explicações.

Os loucos aceitam o caos. A impressão que eu tenho é de que eles são mais felizes...

bjxx...amo teu blog! =*

Amanda disse...

Senti a mesma coisa...como o tempo é estranho... sei lá, mil coisas...Me matei de rir com o Vai planeta e os pirocópteros, não sei se é saudade do desenho, do pirulito, ou da vida boa que eu levava naquela época sem saber...
Ps: eu fazia coleção de aneizinhos de plástico para brincar de capitão planeta com as primas: vento,terra, fogo, agua, coração...

 
Escritor do Caos © 2008. Design by Pocket