quinta-feira, agosto 13, 2009

Sobre a Vontade e a Satisfação

quinta-feira, agosto 13, 2009

Quem dera controlasse meus sonhos.

Alimentaria saudade todas as noites.

E todas as noites amanheceriam em vontade.

Vontade de um beijo em uma noite qualquer,

Vontade de um café pela manhã.

E no meio tempo que houver a ausência de dor,

Restará apenas vontade de fazer amor.

Ah! Que vontade de fazer amor com você.

Vontade é algo que dá e passa, mas só passa se saciada.

Mas como saciar o que nunca se consome?

Como satisfazer uma vontade infinita?

Os idiotas me falam de outros braços.

Trocaria o conforto do mundo pelo espaço apertado de um abraço seu.

Os tolos me falam de outras bocas.

Não existem bocas suficientes a preencher o vazio que a falta de um beijo seu me traz.

A vontade tudo suporta porque tudo quer.

Se tudo se quer tudo se pode.

Vontade?

Daquela que vive longe dos olhos, mas mora perto do peito.

Satisfação?

Só em sonho.

P.S: O negócio por aqui anda tão caótico (com trocadilhos por favor) que postei um texto antigo que já havia postado e nem percebi. Exclui o antigo e postei esse no lugar. É brega mas tá valendo.

13 deixaram-se levar pelo caos:

Sentimental ♥ disse...

brega nada.
se eu pudesse tmb faria tudo diferente do q está acontecendo.
bjs

Roberto Ney disse...

O amor é brega, meu caro... por isso ando tão fora de moda (:
Belas palavras as suas. Transbordam sentimentos...
abraço!

Pensamentos de uma eterna apaixonada disse...

Não me surpreendo com as palavras dele...são sempre tão perfeitas...xD
Não poderia esperar menos daqui né ?

Beeijo;*

Deh disse...

Brega?!
aaahhh, ñ é ñ.

Muito bom!
Se quiser pode sempre postar esses textos "bregas" nem ligo. rs*

bj bj

Ana B. disse...

Não tem nada de brega aqui.
Cada linha, me fez pensar, como estaria acontecendo cada detelhe descrito. Foi praticapemente obrigada a reler várias vezes. Adorei.

Beijos, Escritor do Caos.

Raphael Oliveira disse...

Confesso que me surpreendi.

Não com o texto, mas com o tema.

Não sabia que conseguia ser sensivel... ;p

rs

Muito bom.

Tamyris Torres disse...

Brega o não é romântico e é isso que importa. E se a musa for real, melhor ainda...

porque você não posta regularmente? Ou a sua regularidade tem um espaço de tempo longa?

beijos
Tamyris Torres

Bea Machado disse...

Muito bom.
Adoro textos que eu posso sentir.
E isso não é brega. Brega é, sei lá, rimar amor com dor, flor e calor em versos consecutivos :) o que mesmo assim não deixa de ser bom só porque alguns não gostam rs

Bonito texto.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

amar, sentir y v vir
todas las sensaciones
que den paz En este tiempo
para descansar, escritor do caos
,
sosiego y
tranquildad a nuestro corazon.
Desde mis HORAS ROTAS,
y AULA DE PAZ
un afectuoso abrazo y
cariño compartido
siempre desde el alma
saludos
de amistad:
---Jose Ramon---

Mariana disse...

aaaah, como satisfazer uma vontade que você nem sabe qual é ?

é, eu gosto daqui também.

Pequena Poetiza disse...

o amoré brega
mas é gostoso

lindo

beijos

juliana disse...

Breguíssemo, cá entre nós. Haha
mas ainda assim me arrisco a dizer que vc manda muito bem.
gostei de todos que eu li (foram seis).

Ok, todos não... menos o brega. hahahaha
beijo

Zé Henrique disse...

Legal sua poesia.
algo "melancólico e realista"...
...se é que isso é cabível...
hehehe...

 
Escritor do Caos © 2008. Design by Pocket