domingo, agosto 23, 2009

O Mojito Azul

domingo, agosto 23, 2009
O Mojito é uma bebida feita à base de rum e hortelã, que ao misturarem-se com açúcar, limão e uma dose de soda, altera significativamente os estados de consciência de qualquer um, tornando assim, aquela sua prima de 108 kg muito interessante. De origem cubana, não se sabe muito sobre este coquetel de mais de 100 anos, apenas que teria surgido dentro de um navio inglês quando algum desocupado resolveu misturar ingredientes nativos do Caribe com o rum branco. Uma curiosidade sobre o Mojito é que a história de sua origem era contada nos bares de havana por ninguém menos que Ernest Hemingway. Segundo o escritor, o aventureiro Francis Drake foi o primeiro a botar os pés em diversas ilhas do Pacífico Sul, e este por sua vez, teria sido o primeiro a misturar as folhas de hortelã com generosas doses de rum.
Chegado o fim do momento Piratas do Caribe vamos a história do Mojito Azul. (Yo Ho!)

Conheci Zé ainda na época do colégio e logo de cara percebi sua vocação de malandro. Ele parecia ser daqueles que vivia constantemente à procura de um motivo para ser suspenso, mas diferente dos outros, Zé inexplicavelmente sempre conseguia se safar através de sua lábia inconfundivel. Em outras palavras, possuia o talento nato de fazer merda.
Mesmo parecendo um ser detestável, nos tornamos bons amigos. Por trás do sujeito broncudo estava um cara sempre dispoto a ajudar quem precisasse, não tinha medo de acreditar naquilo que achava certo e nunca dedurava ninguém nas confusões infantis que arrumavamos. Uma peculiaridade é que Zé estava sempre correndo atrás de grana e ainda sim estava sempre duro e me pedindo dinheiro emprestado. Logo, em suas tentativas de arrumar “algum”, já havia passado por todo tipo de emprego. Desde vendedor de café com leite na praia a exugador de gelo, de provador de caixão a limpador de bunda de lutador de sumô (juro que essa última existe).

Alguns dias atrás Zé foi Barman em uma festa de 15 anos.

A princípio Zé teria sido contratado como garçom, ou seja, apenas para servir e limpar os restos mortais de quem ficasse até o fim da festa (e acredite... haveriam muitos). No entanto, surge um sujeito de ar desesperado dizendo assim:

- Zé! Você vai ter que ficar no bar. O Dudu sumiu.

- Quem é Dudu?

- O cara que devia tá na porra do bar! Ele tá atrasado e a festa já tá começando. O bar não pode ficar sem ninguém!

- Mas eu não sei fazer nem leite em pó. Como que vou preparar os drinks?

- Se vira! Vai lá pro bar que eu vou procurar aquele filho da puta furão do Dudu.

Mais tarde Zé me contou que a mãe do tal Dudu havia morrido. Aparentemente a velha teria sofrido um enfarte depois de descobrir que ganhou um carro na raspadinha (irônico, não acha?).

Zé agora estava no bar. Começou rapidamente a examinar dezenas de frutas exóticas e garrafas coloridas, na tentativa vã de identificar algum dos drinks de nome estrangeiro no cardápio. Foi quando surgiu o primeiro aspirante a bêbado da festa. Um playboy típico, desses que gosta de misturar whisky e energético.

- Barman! Eu quero um Mojito!

“Fudeu!” Pensou Zé. Como diabos se faz um Mojito?

Zé até tentou ver os ingredientes no cardápio, mas não sabia dizer o quê era o quê e resolveu improvisar. Quando percebeu, já estava misturando umas vinte frutas diferentes, a cachaça, o açúcar e um estranho liquido azul que ele achou que daria um “toque” especial a bebida. Desconfiado, o playboy pegou o copo e deu o primeiro gole:

- Que Mojito é esse?

- Esse aí é o Mojito... Mojito... Mojito Azul, não tá vendo? Respondeu Zé.

O playboy deu mais um gole no copo azulado e chamou um amigo pra perto do bar.

- Cara, tu já bebeu o Mojito Azul?

- Não. Só o cubano.

- Então prova isso aqui.

O segundo playboy virou o copo de uma só vez:

- Porra! Bom pra cacete! Prepara um desses aí pra mim barman. Aí galera, vem experimentar isso aqui!

Quando Zé deu por si, o bar já estava lotado. O boato de uma bebida diferente já havia corrido todo o salão e o coitado ainda estava tentando se lembrar dos ingredientes que tinha posto no drink feito de improviso. Todo mundo queria um Mojito Azul.

A festa estava correndo bem e Zé estava conseguindo se virar apesar de toda a confusão de bêbados implorando pelo seu famoso Mojito. Até que lá pelas três da madrugada aparece Dudu.

- Obrigado por segurar as pontas no bar pra mim cara. Tive uma emergência na família. Como estão as coisas?

- Agora tá tudo bem. O pessoal gostou do meu Mojito Azul.

- Que negócio é esse de Mojito Azul?

- Foi um drink que eu inventei misturando com a cachaça azul que achei no armário.

- Mas eu não guardo as cachaças no armário.

Dudu pegou a tal da bebida azul e deu uma fungada pelo gargalo da garrafa.

- Zé! Seu idiota! Isso é detergente!

No mesmo instante ouviu-se um grito no fundo do salão.

- Socorro! Alguém chame um médico. A aniversariante desmaiou!

Quando Zé e Dudu olharam a sua volta haviam dezenas de pessoas bêbadas no chão, desmaiando e passando mal por todos os lados. A debutante havia bebido generosamente e estava coberta de vômito azul. Os playboys desmaiaram em cima da mesa de salgadinhos, derrubando coxinhas e croquetes pelo salão. O baixista da banda que tocava, vomitou na mãe da aniversariante. Vários convidados caíram na piscina, que havia ficado totalmente azul. Todos que beberam do tal Mojito estavam transformando a festa em um pandemônio. Um verdadeiro inferno azul.

Zé e Dudu fugiram antes que alguém os associasse a confusão.
A festa foi noticiada no jornal como a maior intoxicação alimentar coletiva de que se tem registro. Hoje em dia Zé procura apenas por empregos de carteira assinada e nunca mais chegou perto de um bar.

Moral da história?
Nem sempre está tudo bem quando se está tudo azul.

7 deixaram-se levar pelo caos:

Moonlight disse...

Olá!

Que gira sua história!!!
Fartei de rir á pala do Zé!
Realmente quem disse que tudo o que se torna um sucesso e de confiança?
há gajos que ate tem sorte mas esse Zé realmente não estava nessa onda!!!
Gosto de ler suas historias.

Bj com luar

Raphael Oliveira disse...

rs

"Tudo azul todo mundo nu..."

Lembrei da musica...

Sentimental ♥ disse...

é, caiu por terra a expressão 'tudo azul', kkkkk.
bjs

Tamyris Torres disse...

No Brasil sol de norte a sul...
Tudo bem, tudo zen meu bem...
Tudo sem força e direção...Tá parei! rs
Se azul fosse cor de "coisas boas" o twitter não teria um passarinho azul...

Leandro Arci disse...

kkkk, Muito bom "O Mojito Azul" poderia ser preparado com Agua sanitária tb e chamado de (Mojito from Hell) ou com a agua benta e chamado de "MOJIto das Cruzes".

juliana disse...

hahaha sensacional!
toda vez que leio essas suas histórias fico me perguntando o quanto delas é verdade e o quanto é criatividade.
hahaha

não sei o azul, mas o mojito tradicional é o melhor drink do mundo! haha totalmente viciante.
beijos

Filipe Mantovan disse...

Barman, um mojito azul por favor!

 
Escritor do Caos © 2008. Design by Pocket