sexta-feira, dezembro 26, 2008

Outro Ensaio Sobre a Morte

sexta-feira, dezembro 26, 2008
A maioria dos seres têm medo de morrer. É o que podemos chamar de instinto de auto-preservação. Esse termo pode ser usado para os demais animais, exceto para os homens (aqueles macacos pelados), já que esses seres pensantes não têm medo da morte e sim um medo da vida. Medo de chegar ao fim, olhar pra trás e ver uma vida inútil, sem sentido e em vão. E talvez por isso acham que merecem uma vida póstuma (espaço para risos).
Sendo assim digo que não tenho medo da morte, na verdade me agrada bastante a idéia de poder morrer, basta lembrar-se de todos aqueles que nunca morrerão simplesmente porque nunca nasceram.
Antes que você pense que este escrito é uma tendência suicida, pense nas milhares de formas que os genes poderiam ter se permutado, nas milhares de pessoas diferentes que não seriam você. O fato é que este número pode facilmente compreender os grãos de areia de uma praia, e ainda assim você reclama, ainda assim você se faz perguntas do tipo: Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos? Aquele que se fez essas perguntas não deve ter tido uma vida muito interessante, já que teve tempo de fazê-las.
Responda com sinceridade, ao olhar o céu, ver o mar e contemplar as imperfeições do universo...você ainda quer mais? Do que mais você precisa que te faz acreditar nessa outra vida?
Más notícias meu amigo...não há segunda chance, assim como não há uma segunda morte.
Portanto se quer um conselho, morra por ter vivido e não morra por ter temido. Tenha apenas medo de ter medo e no mais, aprecie a vista.

8 deixaram-se levar pelo caos:

Raphael Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Matutando disse...

"...Responda com sinceridade, ao olhar o céu, ver o mar e contemplar as imperfeições do universo...você ainda quer mais?..."

Acho que a sede de sempre querer mais é o que me motiva...
Me faz acreditar um pouco naquela máxima de quanto mais se tem, mais se quer.

Felipe Attie disse...

CAra, eu não tenho medo de morrer. Tenho medo de como vou morrer. Que seja pelo menos de maneira digna.

Beatriz Paz disse...

Boa colocação. Boa mesma.
Beijos!

Felipe Attie disse...

Estou passando para avisar que também possuo um outro blog dedicado aos meus personagens KINI & SNIFF: www.kiniesniff.blogspot.com
Até...

Amanda disse...

Oi Vitor, só passei pra agradecer seu comentário!
Tô se achando....rsrsrsrsr
Acho que vou postar seu comentário, só para todos verem que pelo menos alguém gostou....
Desde já, você é meu melhor amigo de infância, but I still don't care about you!

Séfora disse...

Não deixa de ser verdade; como o Felipe eu também tenho medo do modo como vou morrer; mas tenho muito mais medo de quem vai morrer antes de mim.
Mas vem cá? Quando vc menciona outra vida é porque vc acredita em reencarnação ou isso tem uma conotação religiosa de vida eterna da qual fala a Bíblia (nessa eu acredito)?

Amanda disse...

42

 
Escritor do Caos © 2008. Design by Pocket